6 de novembro de 2008


.
Oiço-te sem te ver ou perceber o tom da tua voz. Apenas sei que és tu! Leio as tuas palavras sem saber como nascem dos teus dedos. Sem saber se o teu coração lhes emprestou realmente amor... dor... algum prazer. Pressinto a cor dos versos, a intensidade de ti. Sempre sem te ouvir a voz. Sempre sem te ver o olhar. Acabo por me envolver nas frases, que desenham o meu rosto. As que falam por mim... sem a minha voz... com o meu olhar!

.

17 comentários:

Maria disse...

Não te oiço nem te vejo.
Já nem reconheço o tom da tua voz.
Não sei quem és. As tuas palavras chegam-me falsas, sem o prazer ou o amor de outrora. Chegam só com dor.
Já não te (pres)sinto, já não sei quem és, não te reconheço.
Perdi o olhar, perdi a voz.
Não falo! E ceguei...

Beijo em azul

Avid disse...

Intuicoes do ser...conquistas da alma.
Bjs meus

Brancamar disse...

Muito lindo este texto, a traduzir tão bem o mundo em que nos envolvemos nesta blogosfera. Normalmente quem haje com muito sentimento também tem uma intuição forte do que é verdadeiro. Tal como os invisuais que não veem e com os restantes sentidos apreendem muita da sensibilidade deste mundo e dos outros. É só estar com o coração bem atento e aberto e qualquer relação pode ser bonita, mesmo que virtual, embora seja sempre muito bom e diferente completá-la com os sinais da expressão física e facial.
Já conheci pessoalmente muitos amigos virtuais e ainda nenhum me desiludiu.
Obrigada pelas tuas visitas e desculpa se demoroa retribui-las, ando numa fase difícil de disponibilidade, masisto há-demelhorar.
Deixo-te um abraço.
Beijinhos.
Branca

rosa dourada/ondina azul disse...

Belo texto virtual :)))

"Ouço-te,
Com o meu olhar"


Beijinho p ti,

MPereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
•.¸¸.ஐBruneLLa Wyvern disse...

Feita de versos... de azuis versos... A beleza de teus textos me comove!
beijos e borboleteios

Fernanda disse...

OLá

Quando entro no teu blogue e os meus olhos percorrem as tuas(ou de outros) palavras,...é como se uma mão de seda passasse pelo nosso corpo e deixasse a suave leveza do AMOR a pairar à nossa volta.

Gosto muito de vir aqui ao teu blogue...

Sei que existes disse...

Bonito!
Beijo grande

andorinha disse...

Assim, mesmo sem ver, mesmo sem ouvir, se (pres)sente, quando as palavras escritas encontram eco no coração de quem as lê.
Um beijo.

mfc disse...

A partir de certa altura tudo se entende sem mais necessidade. A simbiose está criada.

Apenas eu disse...

Suave como sempre e profundo...

Beijinhos em azul.

Ana Paula disse...

As metamorfoses do amor! Sempre tão bem expressas por ti :) Neste teu azul de largos horizontes...

Um beijinho

Cadinho RoCo disse...

Na ausência também existem cores.
Cadinho RoCo

AnaMar disse...

Adivinho-te sem ter a certeza de quem és.
Apenas me encontro nas palavras, por vezes não ditas.

E só por isso, já vele a pena ler-te.
Pese embora o facto da tua escrita fascinante e bela. Muito bela.

Abreijosssssssssssssss

em azul disse...

maria
Engoli em seco...valeu-me o beijo final!
Beijo

avid
O homem, talvez mais a mulher, é um animal de intuições.
Beijos

brancamar
Certas as tuas palavras. Obrigada.
por cá te vou vou esperando e visitando.
Abraço

rosa...
Os olham falam por isso posso ouvir-te na ponta dos teus dedos.
Beijo

mpereira
Uma segunda leitura acrescenta quase sempre novas emoções.

brunella
Espero que pela positiva, amiga.
Um abraço

fernanda
Fico muito contente. Tenho muito prazer em escrever e satisfaz-me conseguir transmiti-lo. Obrigada.
Beijo

sei que existes
Que bom que gostaste!
Abraço

andorinha
Será uma sintonia? Um voo na mesma direcção...
Abraço

mfc
Era o que dizia agora à andorinha.
Beijo

apenas eu
O que se escreve depende dos olhos e da entoação de quem lê. Os teus olhos de bonequinha emprestaram-me uma suavidade acrescida.
Beijo grande

ana paula
Tento... obrigada!
Beijo

cadinho roco
sim! ... e nelas todos os seus tons!
Abraço

anamar
Por vezes todos nos adivinhamos... ou alguns adivivinham-se entre si... empatia ou mais que isso!
Um abraço


A todos muito obrigada pelos bonitos conentários que me deixam
Beijos
em azul

NOCTURNO disse...

Quase me apetece dizer...

Amar sem ver,
sim é possível.

Beijo

Verónica disse...

Quando o outro é um enigma?
Beijo azul!

Seguidores

Arquivo