4 de setembro de 2008

.
Acredita na doçura do meu olhar no teu. Se te diz que te amo quer dizer-te que sem ti não pode viver. Que te quer por perto. Para que sorrisos e lágrimas se troquem. Quer sentir os teus gestos. Acalmar as tuas dúvidas. Saborear o sal do teu aroma. Dia a dia. Noite atrás de noite. Sem te prender a nada a não ser à ternura de um amor. É muito? É uma prisão sem grades, sem amarrras. É uma prisão em liberdade. De voos infinitos. Imensurável que é, como pode ser aprisionado? Acredita(-me). Amo-te.





.

18 comentários:

Maria disse...

De que serve dizer-te que te amo se não me ouves
de que serve olhar-te nos olhos se não me vês
de que serve aprisionar o teu amor se és pássaro
de que serve querer-te à minha beira se tu não vens...

Um beijo, em azul

em azul disse...

Que bonito, Maria

Beijo

•.¸¸.ஐBruneLLa Wyvern disse...

amo...
Não com a fúria de imaginados ciúmes...
Não com a urgência de te possuir a alma,
Mas com o regozijo que flui da serenidade,
Com a placidez do espírito apaziguado,
Com a alegria de caminhar contigo até o fim da eternidade...

acredito-te!!!

beijos e borboleteios!

Patti disse...

São muito puros estes pensamentos.
Deste tema nunca consigo falar desta forma tão natural.Parabéns.

andorinha disse...

É assim o verdadeiro amor... sem grades, sem amarras.
O teu texto poderia ser eu a escrevê-lo... se o soubesse dizer como tu.
Um beijo azul.

Violeta disse...

è preciso dar tempo ao tempo para o amor chegar...
Mas se já se encontrou esse amor, então sonhe, alimente e viva.

mfc disse...

O amor tem o condão de nos reinventar!

Pedro Branco disse...

Não temas que me repita se tudo o que canto é este fogo de amar e sofrer. Não vires as costas se a minha voz rouca te parecer cansada. É esta a cor que o meu sangue transborda em melodias de pintar o silêncio. Não me culpes de sorrir. Não consigo esconder a ternura dos meus olhos que reflectem o calor de mim. Não julgues. Deixa-me adormecer em ti... Quando acordar tudo recomeça.

em azul disse...

Brunella
São terríveis os ciúmes imaginários.
.
.
.
Caminhar lado a lado... que bom!
Obrigada por aqui vires.
Um beijo

em azul disse...

Obrigada, Patti
É um tema que gosto, talvez por isso te tenha feito gostar.
Beijo

em azul disse...

Andorinha
Claro que saberias!
O teu voo alegra o meu espaço... obrigada por aqui voares.
Um abraço, em pleno voo.

em azul disse...

Violeta
Eu acredito que tenho tempo...
Também adoro violetas!
Um beijo

em azul disse...

mfc
É verdade e ainda bem que assim é!
Inventar faz parte do mundo da fantasia... do mundo puro das crianças... do encantamento...

Um abraço e muito obrigada pelas tuas presenças

em azul disse...

Pedro Branco
Palavras maravilhosas as tuas. Será que as posso postar aqui?
Eu não julgo, não culpo, não viro as costas (apesar da imagem)... embora tema.
Também para mim o amor é um fogo que por vezes faz sofrer.
Obrigada
Um beijo

r_ogeri_o disse...

"Quer sentir os teus gestos. Acalmar as tuas dúvidas."

"É uma prisão em liberdade. De voos infinitos. Imesurável que é, como pode ser aprisionado? Acredita(-me). Amo-te."

Lindo :)

NOCTURNO disse...

Quando o olhar revela esse sentir é porque o amor é muito mais que o infinito.

beijo

em azul disse...

Rogério
Obrigada pelas palavras.
No teu blog tenho que aprender a comentar! ups!
Abraço

em azul disse...

Nocturno
Amor é uma palavra sem fim!
Abraço

Seguidores

Arquivo