2 de agosto de 2008

.

Procuro um espaço onde consiga encaixar-me. Um espaço onde caiba, na medida exacta do que sou. E vêm-me à cabeça os números, quando talvez prefira as letras! As formas geométricas, quando talvez prefira as abstratas! Não deixo de tentar encaixar-me. Se me sobra-me uma perna... o espaço é curto! Eu, que julgava ocupar pouco espaço, vejo-me apertada nos espaços livres. Será que o espaço é diminuto? Será que me deformo? Ou pura e simplesmente eu não me encaixo...?

.

3 comentários:

Maria disse...

Conheço-te pouco, mas acho que te encaixas. Exactamente aqui, neste blogue. Só que às vezes tornamo-nos tão grandes mentalmente que parece que todo o espaço do Mundo é pouco...
... é como se tivessemos todo o ar para respirar e não conseguíssemos...

Eu aqui respiro-me...
Obrigada.
Um abraço

em azul disse...

Parece mesmo!
Um abraço

Te disse...

Deixou-me a pensar este texto... hoje, dia c chuva, escuro a precisar do azul celeste...

Seguidores

Arquivo