20 de agosto de 2008

.

Sei porque choro. Sei porque sorrio... enquanto as lágrimas me correm cara abaixo.
As saudades que senti deste teu abraço... do teu corpo no meu... da tua voz no meu ouvido. As saudades que de ti senti. Sei porque choro... sei que as flores que trazes no braço são um reencontro, não uma despedida. E por isso choro, de sorriso nos lábios... porque sei que isto é uma chegada e te tenho finalmente comigo.

.





.

11 comentários:

Maria disse...

Sonhei um dia que tinha viajado neste combóio. Não me lembro para onde ia, não sei quando cheguei.
À minha espera estavas tu, com um ramo de flores. Mas eram flores de vento, que voaram no ar logo que saímos da estação...

Um beijo, em azul

Ana disse...

Essas são as lágrimas azuis. Que as chores por muito tempo.
Um beijo.

Diva disse...

Sensacoes...quase azuis...
Bjs meus

Verónica disse...

Os regressos sabem sempre muito bem à alma.
É muito bom chorar de alegria
Felicidades

Menina_marota disse...

Que sejam lágrimas de imensa felicidades...
Bj

Fernanda disse...

Os comboios passam sempre na minha rua...
Talvez por isso, já não os olhe, com olhes de chegar,...nem com olhos de partir...

Talvez, por isso, goste simplesmente de os ver passar...

Em tempos idos, foram eles, os comboios,...que me levaram e me trouxeram,... ao meu amor.

Gostei das palavras e da fotografia.

adriana costa disse...

Que blogue lindo! Voltarei sempre! Obrigada pela visita aos Versos Bárbaros!
Flores @>--

mfc disse...

Quem o diz assim, tem um coração enorme.

Dawa disse...

Tão boa que é essa sensação.
Adoro regressos, detesto despedidas!
Beijo grande!

Three Love´s disse...

que lindo, amei sua poesia. As imagens também são de um lindo azul.

primeira vez aqui,

b.e.i.j.o.s.

Anónimo disse...

sabes que os comboios me fazem chorar? uma saudade boa de alguém que foi para não mais me abraçar.
ao ver o comboio perdi-me nas tuas palavras e foi bom chorar em azul.
porque há amores que nunca morrem.

aproveita bem a chegada e cada momento... os comboios que chegam assim não chegam duas vezes seguidas...

beijinho azul.

Manuela

Seguidores

Arquivo